quarta-feira, 5 de maio de 2010

"Mães que Trabalham Fora de Casa"



Uma pesquisa sobre “mães que trabalham fora de casa”, divulgada em 2008 pela Universidade de Cambridge, Inglaterra, trouxe dados interessantes a respeito do tema.

O estudo coordenado pela socióloga Jacqueline Scott, que utilizou-se de informações do “Programa Internacional de Pesquisa Social” comparando resultados de pesquisas realizadas nas décadas de 80, 90 e 2000 na Grã-Bretanha, Estados Unidos e na Alemanha Ocidental, com variações de mil a cinco mil entrevistados por pesquisa.

Esses dados mostraram que, em 1998, 51% das mulheres e 49,5% dos homens acreditavam que a vida em família não sofreria danos caso a mulher trabalhasse fora de casa. E dados recentes mostram que esse número caiu para 46% entre as mulheres e 42% para os homens, o que mostra um crescimento da idéia de que a mulher com filhos deve cuidar apenas das crianças e da casa.

Estes dados indicam que o discurso de apoio para que a mulher assuma uma vida maternal e de trabalho fora de seu lar está diminuindo com o passar do tempo. Em entrevista dada à BBC News, Jacqueline Scott afirma que, a idéia de que mulheres possam combinar carreiras poderosas enquanto assam biscoitos com os filhos e lêem histórias para eles dormirem é cada vez mais vista como não realizável pelos simples mortais.

Entendemos que esta sobrecarga de tarefas que a mulher vem acumulando está sendo repensada. Dessa forma, torna-se necessário compreendermos que estamos passando continuamente por uma mudança nas atitudes e nas percepções sociais, o que pode ser benéfico, caso, entendamos esse repensar como uma busca por qualidade nas relações de trabalho ou familiares.

7 comentários:

  1. Eu achei bem interessante.
    Moro na Irlanda, sou vizinha da Inglaterra e posso te garantir que isso se deve não só a mentalidade de que mulher tem que ficar em casa cuidando dos filhos, mas porque é bem caro pagar creche ou babá, acho que no fundo a questão é que trabalhar fora na maioria das vezes não compensa.

    ResponderExcluir
  2. Eu consigo ser mulher maravilha, os poderes são inacreditáveis. Sério, aliás, nós todas, concorda?!

    ResponderExcluir
  3. Olá amada!Sigo seu blog a um tempinho, e nesta data especial vim te oferecer o mimo do dia das mães! Está na sessão "Eu ofereço"

    Te convido a conhcer meus blogs:
    http://doceblogueira.blogspot.com
    http://eneida-lovely-ba.blogspot.com

    beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Adorei a postange e o seu Blog, já estou seguindo
    abs.....

    ResponderExcluir
  5. A grande questão é a seguinte, quando mães e pais se afastam dos filhos, e deixam outros cuidarem (babas, vizinhos, avós ....) a situação é critica. Na vida moderna, antes de ter um filho pai e mãe tem de decidir se vão poder cuidar, dar amor, carinho, atenção. Entretanto ninguém pensa muito nisso ....

    ResponderExcluir
  6. Olá Bruna!
    Realmente, as vezes, as mulheres tem que se desdobrar em duas (ou mais) para conseguir combinar trabalho e lar de forma harmônica.
    Beijos, Fernandez.

    ResponderExcluir